8.5.07

P.248: Incursão por tema inusitado

Com o devido respeito, que acho saudável ter pelas instituições, os seus representantes, as hierarquias, tenho vindo a reparar que o senhor Presidente da República sofre de um problema retórico de tautologia. Consiste esta em dizer sempre a mesma coisa em termos diferentes, adicionar expressões supérfluas ao já dito, repetir desnecessariamente, ser redundante.

Hoje, interrogado sobre a greve geral que se anuncia, lá afirmou que a greve é um direito democrático, deu várias voltas a esta ideia, sempre a mesma, e dali não saiu! Já toda a gente percebeu o seu estilo contido, cauteloso – chego a imaginá-lo com cãibras, de tão contraído. Mas, tamanha pobreza de palavras pode criar suspeição de igual pobreza de ideias… o que seria lamentável e pode até ser injusto.

Os meus alunos são penalizados pelas tautologias que cometem nos trabalhos escritos. Por um lado, ainda bem que esta malta não presta atenção aos nossos altos dignitários…

(Imagem: rfi Português do Brasil)

3 Comments:

Blogger Unicus said...

A mim ainda me custa a entender porque o elegeram...

maio 08, 2007 11:38 da tarde  
Blogger -pirata-vermelho- said...

A 'esta malta' interessa lá considerar a importância da tautologia no discurso...!

maio 09, 2007 12:21 da manhã  
Blogger aDesenhar said...

o problema não está no querido presidente mas sim no gira discos com a agulha estragada!

:-)

maio 09, 2007 2:24 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home