3.2.06

Página 56: Pedido

Não me digas para escrever quando o que quero é viver.
Não me digas que homens interessantes parecem os nossos avós.
Não me digas que vais dormir e me deixas, perdida na noite e com medo de mim, às nove e meia!
Não comas na minha frente as sobremesas da avó Matilde com esse corpinho de enguia sem esforço.
Não rejeites a meio a caipirosca, quando já anseio por uma segunda.
Não me digas, ciclicamente, que isto dos blogs... tu sabes... para depois seres uma das mais activas blogueiras.


Sobretudo, não exclames que ele é bonito, quando to mostro e te digo que o perdi, que o perdi…

7 Comments:

Blogger pirata vermelho said...

"que o perdi, que o perdi, que o perdi…"
é isto que não entendo em ti

fevereiro 03, 2006 10:19 da tarde  
Blogger Maria Manuel said...

Somos dois, então! Também não entendo isto em mim... :-(

fevereiro 03, 2006 10:21 da tarde  
Blogger pirata vermelho said...

charlas de cristo!

que deus t'ajude, mulher

fevereiro 04, 2006 3:47 da tarde  
Blogger sem cantigas said...

epá tou um bocado gorda no rabo... tenho que tratar disso

fevereiro 04, 2006 8:29 da tarde  
Blogger sem cantigas said...

1.escrevo pra enganar a vida
2.achas interessante? acho velho demais, quero esperança
3.durmo porque faz bem à cutiz...
como como como
4.o alcool muda-me as ideias
5.blogueira é como a primeira
6.lindo é lindo

fevereiro 04, 2006 8:34 da tarde  
Blogger sem cantigas said...

escapou-me o ponto 4 e a numeração ficou toda mal...
tsssstssss

fevereiro 04, 2006 8:35 da tarde  
Blogger Maria Manuel said...

A minha fada do lar a dias costuma dizer que "Nosso Senhor castiga!" Vê lá não te caia o raio em cima, rapariga!

fevereiro 04, 2006 9:16 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home