31.3.07

P.219: Nem mel, nem fel


Sobre esta indústria blogueira

Aprecio nos blogues a originalidade das publicações, entendida não como uma procura desenfreada da diferença, mas como privilégio dado ao produto de própria autoria, seja a nível do texto, seja no da ilustração; aprecio a variedade nos temas, nos objectivos e, se possível, no próprio estilo da escrita. Gosto de um equilíbrio entre o sério e a brincadeira, o racional e o sentimental, o lógico e o absurdo (e se não houver equilíbrio, que haja, ao menos, umas notas dissonantes de vez em quando). De um modo geral, prefiro a composição curta e digo de um modo geral porque, como bem sabemos, há textos pequenos cheios de nós cegos e outros, longos, que se desfiam com toda a facilidade e prazer…
De resto, nem mel, nem fel, sendo que mel figura aqui como síntese de uma escrita uniformemente poética e de temática amorosa e fel como pura maledicência. Não incluo nestes últimos aqueles blogues temáticos vocacionados para a crítica humorística de figuras públicas que, ao serem-no, a isso se expõem. Falo dos outros, daqueles que por falta de assunto, de consistência e de talento, se ficam pelo vómito azedo dos autores sobre assuntos mesquinhos e desinteressantes das suas pobres vidas.

3 Comments:

Blogger Déjàvu said...

De um modo geral partilho a mesma opinião que tu
Lembro-me um dia vir aqui e ler um comentário a falar sobre o blogueio em geral.
Se não me engano foi o adesenhar, corrige-me se estiver enganada!?...que escreveu que o mundo do blogueio já não é o que era...
eu não posso dizer nada porque sou nova nestas andanças :), mas do que vou vendo...acho que é um salve-se quem puder, nem que seja à lei da bala...
a procura incessante de comentários faz com que muitas vezes não se dê valor aos os textos publicados...
Não estou a falar dos meus, :)esses são insignificantes!... mas de um modo em geral.
Vê-se pessoas com uma capacidade enorme para a escrita...e com pena vejo que esses textos não têm um comentário sequer!

PS:
Outro dia fui a um blog, ainda consegui ler alguma coisa, mas a seguir fui vomitar (desculpa lá a expressão) mas enojou-me

Entre o mel e o fel, prefiro o mel :)

abril 01, 2007 1:55 da tarde  
Blogger Maria Manuel said...

Como diz a Cerejinha, e eu não podia concordar mais, a web é uma mina de ouro. Numa mina há 10 toneladas de minério para 10 gramas de ouro... :-)

abril 01, 2007 2:59 da tarde  
Blogger Cerejinha said...

LoL!
Obrigada pela visita e pela publicidade!
A frase não é minha, tirei de algum lado por essa net fora e não tinha mencionada autoria mas é um dos meus lemas quando navego por aí. Se estivermos alerta para o minério que podemos encontrar damos valor a algum grãozinho ou poeira d'oiro quando a descobrimos.
Até!

abril 01, 2007 9:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home