11.2.06

Página 62: Cabide



- E aqui, senhoras e senhores, pendurei os meus sucessos pessoais!... Como diz? Não, não… por favor, não me falem de garrafas meias cheias ou meias vazias… De qualquer forma, se estiverem meias cheias tratarei de as esvaziar… naturalmente. Passemos à sala seguinte…

8 Comments:

Blogger Elipse said...

Que poderei pendurar em tais suportes enfileirados? As tristezas? As vezes que as camuflei com poemas de esperança? A
esperança?
As palavras, para já. E o espaço não chega. Passemos pois à outra sala!

fevereiro 11, 2006 12:47 da manhã  
Blogger sem cantigas said...

pelo número de cabides digamos que a fasquia tá alta, meia dúzia chegavam para a minha roupa

fevereiro 11, 2006 4:20 da manhã  
Blogger KIM PRISU said...

Bom dia com sol, mas sim a envelope já é a de um adulto que por vezes fica cansado de tanto trabalhar para viver, mas ainda bem que a energia interior e vital é á de um garoto que pinta, pinta sem parar… podemos lhe chamar a alma…
Obrigado pelo comentário….

fevereiro 11, 2006 10:38 da manhã  
Blogger pirata vermelho said...

oremos!

fevereiro 11, 2006 4:45 da tarde  
Blogger pirata vermelho said...

desculp


passemos!

fevereiro 11, 2006 4:45 da tarde  
Blogger pirata vermelho said...

jogas bridge?

fevereiro 12, 2006 5:45 da tarde  
Blogger JL said...

Desejo, profundamente, que os cabides não sejam nunca suficientes para pendurar esses sucessos.
Um beijo M.

fevereiro 12, 2006 7:24 da tarde  
Blogger cm said...

medir as coisas na escala das nossas leituras pessoais...sem parar

fevereiro 13, 2006 1:21 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home