10.3.06

Página 73: Comunicação

14 Comments:

Blogger -pirata-vermelho- said...

... mas são significantes e não apenas siginificados

março 10, 2006 11:43 da tarde  
Blogger antimater said...

O meu não é desses...
é parecido, mas em bom!

:o)

março 11, 2006 12:26 da manhã  
Blogger Spitfire said...

Depois de ditas... é bom que quem as diz esteja à altura das palavras ;)

março 11, 2006 2:08 da tarde  
Blogger Elipse said...

diria, pirata, "porque"... em vez de "mas"...

mas fizeste uma boa síntese, m. , embora me pareça que também pode não ser assim...
está-se no domínio da interpretação.
quanto às mãos, fizeste um bom desenvolvimento. muito bonito.

março 12, 2006 9:23 da manhã  
Blogger sem cantigas said...

então que não haja palavras, haja gestos!

março 12, 2006 10:58 da manhã  
Blogger sem cantigas said...

tou a contradizer-me... toma lá
http://lestesol-oestelua.blogspot.com/2005/07/pgina-24-fora.html

março 12, 2006 10:59 da manhã  
Anonymous M. said...

vamos mas é apanhar sol!

março 12, 2006 3:07 da tarde  
Blogger -pirata-vermelho- said...

a adversativa de alternância, elips'amiga!

mas!
pode ser como propões

março 12, 2006 3:14 da tarde  
Blogger sem cantigas said...

o pirata vermelho mudou a grafia tá cada vez mais dificil de se nomear...

março 12, 2006 3:29 da tarde  
Blogger -pirata-vermelho- said...

...adversativa ao 'nem' e ao 'não' diluentes da Comunicação da autora, entenda-se, elips'amiga.

março 12, 2006 5:32 da tarde  
Blogger Maria Manuel said...

Causal ou adversativa, caros amigos filólogos OU não (disjuntiva), as palavras que estão no cerne no do meu pensamento sintético são signos, por isso significantes E signicados (copulativa)... ;-)

Os significantes, muitos tenho-os guardados em memórias alheias (mecânicas); os significados guardados na minha própria memória; é na relação com os referentes que se vai instalando o descrédito; ou talvez seja a minha interpretação do código que está desvirtuada...

março 12, 2006 5:53 da tarde  
Blogger JL said...

Palavras sem acção são ocas, vazias de conteúdo. Talvez a atitude seja, sem dúvida, o certificado de garantia que melhor as acompanha.
Um beijo e boa semana.

março 12, 2006 8:15 da tarde  
Blogger -pirata-vermelho- said...

...ou a forma como avalias(te) a relação carência-abundância é que te leva a questionar o referente?

(estar vivo é um frete do caraças!)

março 12, 2006 10:56 da tarde  
Blogger Carlos Sampaio said...

E há palavras que nunca disse
E há palavras que nunca ouvi
Que as digo a mim mesmo
Com um papel pelo meio....

março 13, 2006 2:15 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home