12.11.05

Página 28: Para ti

Gosto de quem assim fala
A ouvir o meu silêncio
Contando o mundo
E enchendo o ar de melodia.
Gosto de quem assim vem
Espreguiçar-me os sentidos
E quebrar mansamente
As teias do meu medo.
Gosto desse afago sem razão.
E gosto mais de mim
Por gostar.

4 Comments:

Blogger eduardo said...

E quem assim fala, de menores preocupações se ocupa.
Bastarão os afagos e o contar do mundo para que a vida de todos nós se torne mais fácil de (con)viver.

Um bom domingo.

novembro 13, 2005 11:29 da manhã  
Blogger sem cantigas said...

poder espreguiçar os sentidos é o q há de melhor! gostei de ler :-)

novembro 13, 2005 6:17 da tarde  
Blogger sem cantigas said...

preciso de desabafar/comentar/vampirar, posta!
não postas?
perdoada!

novembro 19, 2005 3:00 da manhã  
Blogger Manuel said...

Simples mas tão autêntico. E naturalmente, muito belo.

novembro 19, 2005 11:57 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home