6.5.06

Página 90: Sigmund


F. engravidou aos 16 e quando começaram as dores de parto pensava que os meninos “se cagavam”, como lhe parecera perceber pelas inúmeras experiências de nascimentos a que assistira pelo buraco do tabique que a separava do “quarto” dos pais. Não invento nada e F. não é, sequer, uma vetusta representante provinciana do meu sexo. Andará na casa dos 50 e conta-me isto com a mesma naturalidade com que me fala das investidas do pai sobre a mãe, homem, pelos vistos, sempre disposto à função e pronto a enxotar, sem grande disfarce, a filharada do local onde o desejo o assaltasse, tipo: “inda a gente num dera as costas, já ele birava minha mãe num monte de palha”!
Penso nisto quando hoje ouço, no noticiário, ilustres estudiosos portugueses falarem, a propósito da comemoração dos 150 anos do nascimento de Freud, na “exposição das crianças à sexualidade dos adultos”…
E depois, a esta mais evidente e chocante história, vêm, naturalmente juntar-se as próprias e inconfessáveis recordações de um tempo infantil e adolescente, bizarrias em que se entrechocam os valores atávicos do meio pequeno, com os alvores da liberdade num meio familiar timidamente intelectual e progressista…
E algures entre esse tempo e o momento presente, o grito de Ipiranga que me permite, hoje, dormir sem sobressalto as noites e enfrentar tranquila os dias…

Parabéns a você, Herr Sigmund!

8 Comments:

Blogger Maria Manuel said...

Os franceses têm uma expressão idiomática muito interessante, que me ocorre, a propósito deste tema: "ne pas chercher midi à quatorze heures"!... Dá para entender? Espero que sim.

maio 07, 2006 12:08 da manhã  
Blogger sem cantigas said...

a imagem vs o texto? :-)))

pela tua história parece que a observação/audição dos pais provocou a gravidez precoce... e a F. importando-se com isso?

maio 07, 2006 3:50 da tarde  
Blogger -pirata-vermelho- said...

Parabéns a si, Fraulein M.

pelas suas lucidezes
d'às vezes

maio 07, 2006 4:08 da tarde  
Blogger Maria Manuel said...

Escrita e ilustração sem preocupação com as conexões...

maio 07, 2006 4:13 da tarde  
Blogger -pirata-vermelho- said...

(às vezes...!)

maio 07, 2006 11:41 da tarde  
Blogger antimater said...

Fiquei sem conseguir saber onde se destrinça o moral do sexual...
Acho que nunca vou saber!
_______
Na hora da partida, muito obrigado por todo seu apoio maravilhoso...
Vezes houve que os seus comentários foram um grande paliativo à mimha depressão crónica!
Bem haja!

maio 08, 2006 5:54 da tarde  
Blogger sem cantigas said...

esta imagem é muito boa mas já dá formigueiro...

maio 13, 2006 3:19 da tarde  
Blogger Maria Manuel said...

:-)) Ok.

maio 14, 2006 11:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home