5.10.05

Página 16: Quando outros o cantam...

Deixar a luz entrar
Sentir de novo
Aquela dor
Deixar a luz entrar

Perdoar…
Há tanto tempo
Que eu queria mudar
A pouco e pouco respirar
Aquele amor que foi…

Perdoar…
Sentir de novo
Aquela dor
A pouco e pouco respirar
Aquele amor que foi
Vivido e esquecido
Em segredo
Como ninguém!

Perdoar…
Como perdoar?
Há tanto tempo
Que eu queria mudar
Queria voltar…
Ah voltar
Deixar o dia passar
Devagar
Assim ficar…

Amor ficou por respirar…
Amor ficou por respirar…

Sentir de novo
Aquele amor
A pouco e pouco consolar
Aquela dor que foi
Vivida e sofrida
Em silêncio…

Chegar de novo
Sentir o amor
Voltar a casa sem pensar
Deixar a luz entrar
Esquecer aquela mágoa
Sem ter medo
Como ninguém!

Perdoar…
Encontrar
Poder encontrar
Todas as coisas
Que eu não soube dar
Saber amar…

Perdoar…
Saber perdoar
Há tanto tempo
Que eu queria mudar
Queria voltar
Aceitar
Deixar que o tempo
Te faça voltar
Saber esperar…


A Casa, Ana Carolina e Rodrigo Leão

2 Comments:

Anonymous mónica said...

"saber esperar" não sei, decididamente não sei, bom, tivesse uma só suspeita e esperava, esperava feliz :-))

outubro 05, 2005 9:51 da tarde  
Blogger terragel said...

M, é tão bom amar que perdoar para sentí-lo novamente torna-se quase uma necessidade em nossas vidas, e o perdão existe justamente para termos a possibilidade de errar denovo.
Bjs

outubro 08, 2005 5:24 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home